terça-feira, 13 de outubro de 2009

Olho para trás

Hoje desafiaram-me a escrever um texto sobre alguém que um dia foi mais que importante para mim, alguém que me fez sorrir que nem uma parva, mas que também me fez chorar até as lágrimas secarem!
Já não pensava nele há imenso tempo, talvez devido ao facto de já ter conseguido esquecer tudo o que sentia por ele e ter guardado apenas tudo o que vivi com ele, todos aqueles momentos que vão ser sempre inesquecíveis…
É engraçado como agora me recordo de tudo isto e sorrio sem qualquer rancor, sem qualquer arrependimento!
Lembro-me tão bem daquela noite em que tudo acabou… eu pensava que o mundo se tinha desmoronado, chorei até que não conseguisse mais (chorei baba e ranho, como se costuma dizer)!
Mas hoje estou aqui, e olho para trás e vejo como num ano tanta coisa mudou (para não dizer que mudou tudo) … Já mudei tanto a minha maneira de pensar, essencialmente deixei de ter aqueles pensamentos de criança que tinha na altura!
E nunca pensei que conseguisse voltar a pensar nisto, sem sentir qualquer arrependimento… ele não passava de uma desilusão, mas agora vejo tudo diferente!
Ele foi um miúdo que me ajudou bastante a perceber o que é o amor e o que uma relação pode ter de bom e de mau, foi alguém que me marcou!
É verdade que ele me magoou muito, mas as desilusões fazem parte da vida e ele não foi o primeiro nem vai ser o último…
E como eu já aprendi as desilusões magoam, fazem-nos sofrer mas no fim passam e com o passar do tempo vão sendo esquecidas, enquanto que os bons momentos ficam para sempre, porque de uma forma ou de outra deixam-nos marcas bem profundas!

Sem comentários:

Enviar um comentário